13 de setembro de 2010

Os Cristãos devem se mobilizar contra candidatos a favor do aborto!!!

Olá irmãos.Quero partilhar com vocês esse apelo para que não votemos em candidatos que lutam contra a vida que são a favor do aborto.

Apelo a Todos os Brasileiros e Brasileiras 
NOTA DA COMISSÃO EPISCOPAL REPRESENTATIVA DO CONSELHO EPISCOPAL REGIONAL SUL 1 - CNBB
 
A Presidência e a Comissão Representativa dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, em sua Reunião ordinária, tendo já dado orientações e critérios claros para "VOTAR BEM", acolhem e recomendam a ampla difusão do "APELO ATODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS" elaborado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 que pode ser encontrado no seguinte endereço eletrônico "www.cnbbsul1.org.br".
                                                                                                                                                                              São Paulo, 26 de Agosto de 2010.
 
                                                          
       Dom Nelson Westrupp, scj                                   Dom Airton José dos Santos                                  Dom Benedito Beni dos Santos                           
     Presidente do CONSER-SUL 1                       Secretário Geral do CONSER SUL 1                     Vice-presidente do CONSER-SUL 1
  _________________________________________________________________________________________________
Nós, participantes do 2º Encontro das Comissões Diocesanas em Defesa da Vida (CDDVs), organizado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB e realizado em S. André no dia 03 de julho de 2010,
- considerando que, em abril de 2005, no IIº Relatório do Brasil sobre o Tratado de Direitos Civis e Políticos, apresentado ao Comitê de Direitos Humanos da ONU (nº 45) o atual governo comprometeu-se a legalizar o aborto,
- considerando que, em agosto de 2005, o atual governo entregou ao Comitê da ONU para a Eliminação de todas as Formas de Descriminalização contra a Mulher (CEDAW) documento no qual
reconhece o aborto como Direito Humano da Mulher,
- considerando que, em setembro de 2005, através da Secretaria Especial de Polítíca das Mulheres, o atual governo apresentou ao Congresso um substitutivo do PL 1135/91,
    como resultado do trabalho da Comissão Tripartite, no qual é proposta a descriminalização do aborto até o nono mês de gravidez e por qualquer motivo, pois com a eliminação de todos os artigos do Código Penal, que o criminalizam, o aborto, em todos os casos, deixaria de ser crime,
- considerando que, em setembro de 2006, no plano de governo do 2º mandato do atual Presidente, ele reafirma, embora com linguagem velada, o compromisso de legalizar o aborto,
- considerando que, em setembro de 2007, no seu IIIº Congreso, o PT assumiu a descriminalização do aborto e o atendimento de todos os casos no serviço público como programa de partido, sendo o primeiro partido no Brasil a assumir este programa,
- considerando que, em setembro de 2009, o PT puniu os dois deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso por serem contrários à legalização do aborto,
- considerando como, com todas estas decisões a favor do aborto, o PT e o atual governo tornaram-se ativos colaboradores do Imperialismo Demográfico que está sendo imposto em nível mundial por Fundações Internacionais, as quais, sob o falacioso pretexto da defesa dos direitos reprodutivos e sexuais da mulher, e usando o falso rótulo de "aborto - problema de saúde pública", estão implantando o controle demográfico mundial como moderna estratégia do capitalismo internacional,
- considerando que, em fevereiro de 2010, o IVº Congresso Nacional do PT manifestou apoio incondicional ao 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3), decreto nª 7.037/09 de 21 de dezembro de 2009, assinado pelo atual Presidente e pela ministra da Casa Civil, no qual se reafirmou a descriminalização do aborto, dando assim continuidade e levando às últimas consequências esta política antinatalista de controle populacional, desumana, antisocial e contrária ao verdadeiro progresso do nosso País,
- considerando que este mesmo Congresso aclamou a própria ministra da Casa Civil como candidata oficial do Partido dos Trabalhadores para a Presidência da República,
- considerando enfim que, em junho de 2010, para impedir a investigação das origens do financiamento por parte de organizações internacionais para a legalização e a promoção do aborto no
Brasil, o PT e as lideranças partidárias da base aliada boicotaram a criação da CPI do aborto que investigaria o assunto,
RECOMENDAMOS encarecidamente a todos os cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileiras, em consonância com o art. 5º da Constituição Federal, que defende a inviolabilidade da vida humana e, conforme o Pacto de S. José da Costa Rica, desde a concepção, independentemente de sua convicções ideológicas ou religiosas, que, nas próximas eleições, deem seu voto somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à descriminalizacão do aborto.
Convidamos, outrossim, a todos para lerem o documento "Votar Bem" aprovado pela 73ª Assembléia dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, reunidos em Aparecida no dia 29 de junho de 2010 e verificarem
as provas do que acima foi exposto no texto "A Contextualização da Defesa da Vida no Brasil" (http://www.cnbbsul1.org.br/arquivos/defesavidabrasil.pdf), elaborado pelas Comissões em Defesa da
Vida das Dioceses de Guarulhos e Taubaté, ligadas à Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB, ambos disponíveis no site desse mesmo Regional.
COMISSÃO EM DEFESA DA VIDA DO REGIONAL SUL 1 DA - CNBB
Quero parabenizar todos que se empenham em encaminhar e publicar noticias como essa.
Em especial quero parabenizar o blog que encontrei essa materia: http://rcc-rainhadapaz.blogspot.com

--
Carlos Eduardo Pereira Fernandes
Orientador Social
Piquete - SP

fernandeskadu.blogspot.com

 "Deus não me convocou para ser bem sucedida. Ele me convocou para ser fiel"  Madre Teresa de Calcutá

10 de setembro de 2010

Vc tem ouvido o que Deus tem te falado?

Irmaõs esse testemunho eu achei no site da RCC. Gostaria que todos lessem com atenção. Que possamos estar sempre sensiveis ao Senhor.
A voz de Deus fala na tribulação

O testemunho desta semana foi enviado por Francisco Roberto Albuquerque, o Beto, de Barcarena/PA, membro do Ministério de Pregação da Diocese de Abaetetuba. Nesta história impressionante, ele conta como a mão de Deus, também movida pela intercessão dos irmãos de fé, o salvaram de um grave acidente.


A paz queridos irmãos!

Aproveito este espaço para falar da grande Graça que o Senhor tem me concedido nestes tempos. Aliás, Ele nunca me abandonou, tenho certeza disso. Mas, quero relatar o que aconteceu no final de semana do dia 22 de agosto de 2010.

Eu, minha mulher e mais três irmãos de caminhada estávamos retornando de um retiro de Reavivamento Espiritual em uma comunidade do município de Tomé Açú, a cerca de 230 km de minha cidade. Já havíamos percorrido cerca de 120 km e agora fazíamos um trecho que está em construção no meio da mata, um percurso de cerca de 40 km, cheio de poeira, altos e baixos e muitas pedrinhas soltas no chão, de difícil dirigibilidade. Em toda a extensão, a trilha disponível para trafego só permite passagem para um carro. Quando dois carros têm de passar um pelo outro, ambos quase param para passar sem bater.

Estávamos pela metade desta estrada em uma viagem tranqüila. Era por volta das 17h15, quando avistei um carro a uns 500 metros de distancia. Ele parecia parado. Desci o monte onde estava e não vi mais aquele carro. Foi aí que o Senhor me mandou tirar o carro da pista. Foi em segundos. Só vi quando apareceu, à minha frente, uma van em alta velocidade.  Como que em um salto alcançou onde estávamos alguns segundos antes. Eu não sei como aquele motorista conseguia dirigir naquela estrada com tanta pressa, talvez a uns 100 km/h, onde as placas indicam no máximo 40km/h. Houve um grande pânico entre nós.

Quando nos acalmamos um pouco, fomos confortados por uma voz que vinha do CD Player e dizia: "Chagas abertas, oh Coração ferido, Sangue de Cristo está entre nós e o perigo...". Coincidência? Não! Providência. Estas canções estavam nos acompanhando desde o começo da viagem  e momentos antes deste acontecimento, a Celina Borges começou a cantar "Chagas abertas". Como se houvéssemos combinado, houve um silencio total no carro e todos, no seu íntimo, começaram a meditar as palavras da canção. Eu, particularmente, saboreava aquela canção-oração. E foi o sangue de Cristo, que nos livrou daquele que seria um grave acidente em uma estrada deserta, onde passa um carro a cada hora, onde o celular não funciona, onde não mora ninguém por perto. Foi lá que o Senhor apareceu e me falou: "Tira o carro da trilha, não somente a metade, sai da trilha agora!". Eu obedeci e Ele nos salvou.

Após este momento, tive coragem de falar e ainda nervoso disse: "Vocês ouviram a musica? Vocês sabem por que não morremos?". Então repeti a musica da Celina e agradecemos ao Senhor por nos ter "livrado de todo mal".

Já em casa, eu e a Socorro, minha mulher, conversávamos na possibilidade de ter acontecido aquele acidente. Era tão longe de tudo e eu dizia: "Até que alguém nos encontrasse e chamasse uma ambulância seria tarde demais!".

Enquanto ainda falávamos, tocou o celular da Socorro. Era a Dona Helena, uma irmã da intercessão. Ela queria saber se estava tudo bem com a gente, perguntou se havia acontecido algum momento de tensão em nossa vida naquela tarde. A Socorro respondeu que sim e, antes mesmo que contasse o que aconteceu, a dona Helena começou a explicar: "Eu estava em casa, muito cansada e acabei dormindo por volta das 17 h, quando tive um sonho. Vi um velório, mas não vi o corpo. Achei estranho e não entendi nada. De repente o Beto veio e me disse: 'Dona Helena eu estou indo embora. Eu vim me despedir.  Eu tenho que me mudar daqui!'. E você também dizia, Socorro: 'Eu também vou com ele, tenho que acompanhá-lo, é meu marido'. E eu disse: 'Meu  Deus mais um servo que vai! Como fica o nosso Grupo de Oração? Já saíram tantos. O que vamos fazer?'. 'Nós temos que orar! Vamos fazer uma oração! Um terço!', falava o Beto, mas não conseguáimos". Neste momento ela acordou muito nervosa, como quem está passando por aflição. Chamou as filhas e começaram a orar por nós. Ela contou que a medida em que foi orando o sentimento de pavor foi passando. Eu estava ao lado da Socorro e ouvia a conversa ao telefone e comecei a chorar enquanto Dona Helena relatava este sonho e sua oração.

Chorei e louvei a Deus, pois tive a confirmação do livramento daquele acidente. Percebi que naquela estrada deserta não estávamos sozinhos. Percebi que o Senhor cuida de suas ovelhinhas e não as abandona nunca. Percebi que ter fé em Deus vale a pena, que, quando confiamos Nele, Ele vem ao nosso encontro na hora da tribulação, não importa se estamos em uma estrada deserta, Ele está lá